O que dirá João Lourenço no seu quarto discurso sobre o estado da nação?

Desde que assumiu o cargo de Presidente da República de Angola, João Manuel Gonçalves Lourenço se dirige à nação a partir da Assembleia Nacional para apresentar o ponto de situação do país, geralmente, em relação aos sectores económico, político, social e jurídico. Este ano não será diferente.

Em 2017 o Presidente da República ao discursar pela primeira vez na casa da democracia, afirmou que no seu mandato a acção do Executivo estaria focada na resolução dos problemas do povo, com uma maior aposta no sector social e na diversificação da economia. Apontou igualmente o reforço do sistema democrático como uma das grandes apostas do executivo que dirige, reconhecendo na altura que para tal seria necessário aceitar a diversidade das diferenças de opinião e de escolha.

Além de apelar para a necessidade da boa gestão dos recursos financeiros e materiais postos à disposição dos servidores públicos, apelou igualmente a Assembleia Nacional para a necessidade de aprovação dos Códigos Penal e do Processo Penal, aumentando assim o sentimento de justiça por parte dos cidadãos.

Ao apontar a estabilidade macroeconómica como condição necessária para a retoma do crescimento económico, João Lourenço assumiu o desafio de criar regimes de desenvolvimento dos sectores de ensino e da saúde. Também em 2017, o PR assumiu os desafios de passar as Autarquias Locais do texto constitucional para a realidade dos factos e atualizar a legislação sobre a prevenção e combate à corrupção.

Na ocasião, o PR reconheceu a necessidade de haver maior investimento na agricultura, na indústria transformadora e mencionou que existia a necessidade de se priorizar o sector social.

Já no ano de 2018, usando o argumento de que havia passado apenas um ano do seu mandato, João Lourenço iniciou o seu discurso sobre o estado da nação afirmando que era prematuro fazer um balanço exaustivo de tudo o que havia sido realizado mas acreditava que já haviam se tornado claras as medidas consideradas essenciais para o que estava bem e corrigir o que estava mal.

No dia 15 de outubro de 2019, na abertura da III Sessão Legislativa da IV Legislatura da Assembleia Nacional, ao dirigir-se à nação o PR afirmou que o foco do seu governo continuaria a ser a boa governação, a defesa do rigor e da transparência em todos os actos públicos, a luta contra a corrupção e a impunidade. O PR falou detalhadamente das conquistas que o seu governo conseguiu em dois anos, sobretudo no que diz respeito à economia.

O que dirá João Lourenço no seu quarto discurso sobre o estado da nação?

Segundo o Jornal de Angola, nesta nova ida ao parlamento, o estadista pretende apresentar as medidas implementadas pelo executivo ao longo do ano e as políticas públicas preconizadas para a resolução dos principais problemas, promoção do bem-estar dos angolanos e para o desenvolvimento do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *