“Governo precisa prestar maior atenção aos ex-mitares” afirma António Armando

Em declarações à Rádio Cuquema nesta sexta-feira, na cidade do Cuito, o político António Armando, secretário provincial do Partido de Renovação Social no Bié disse que o ex-militar devia ser considerado como filho, evitando assim a selectividade que tem se verificado.
O político salientou que é necessário que se faça um estudo relativamente as garantias que devem ser dadas aos bravos homens que lutaram para este país, evitando as restrições e selectividade, minimizando assim o sofrimento.
António Armando fez saber igualmente que o governo deveria evitar os processos selectivos e olhar para todos numa única dimensão. segundo o político existem questões simples que o governo pode ajudar esses compatriotas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *