Covid-19: 136 pessoas reagem ao teste rápido no Cuito

O facto foi anunciado ontem, pelo porta-voz da comissão de controlo e combate à pandemia no Bié, João Campos Nascimento Cacungula, na habitual atualização de dados sobre covid-19 na província. O director do gabinete provincial da saúde, fez saber também que houve testagem massiva no município do Cuito, onde dezasseis pessoas reagiram a IGM, cento e vinte a IGG e mil 480 cidadãos não reagiram a nenhum marcador. As amostras colhidas serão enviadas com urgência para laboratório da província de Benguela.

Segundo esclarecimentos do secretário de Estado para a Saúde Pública Franco Mufinda, as pessoas reactivas ao teste nem sempre são tidas como casos activos confirmados, porque devem ser submetidas ainda a outro exame de confirmação, que poderá dar o resultado definitivo (positivo ou negativo à covid-19).

Franco Mufinda sublinhou numa das conferências de imprensa sobre a covid-19 no nosso país, que o processo de teste rápido em massa permite avaliar o sistema imunológico de cada indivíduo, representado pelas letras IGG, e aferir a presença da doença activa em cada pessoa (IGM).

Em relação aos casos positivos, João Campos Cacungula fez saber que são todos assintomáticos e que daqui há aproximadamente duas semanas serão recebidos os resultados da segunda fase para a reconfirmação. Acrescentou ainda que apesar de um dos casos positivos estar a fazer tratamento domiciliar, todos estes casos tem a vigilância permanente da equipa de resposta rápida à covid-19.

A província do Bié conta actualmente com sete casos positivos e um recuperado. Os casos foram registados nos municípios do Cuito, Andulo e Chinguar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *