Covid-19: autoridades do Bié aguardam de Benguela resultados dos testes realizados há duas semana

A demora no processamento das amostras e posterior divulgação dos resultados deve-se a escassez de reagentes seguida da avaria do único aparelho do laboratório regional de Benguela que processa as amostras para o diagnóstico da covid-19 enviadas pelas províncias do Bié, Cunene, Kwanza Sul, Huambo, Huíla e Namibe. Segundo o Jornal de Angola, a avaria no aparelho dura desde sábado.

Por sua vez, o porta-voz da comissão de controlo e combate à pandemia no Bié, João Campos Cacungula, pede calma a todos os cidadãos que aguardam pelos resultados dos testes, tendo sublinhado que o sector da saúde está a trabalhar no sentido dos resultados das amostras chegarem a província o mais rápido possível.

No dia 14 de setembro, na habitual atualização de dados sobre covid-19 na província, o director do gabinete provincial da saúde e porta-voz da comissão de controlo e combate à pandemia no Bié, João Campos Cacungula fez saber que houve testagem massiva no município do Cuito, onde 16 pessoas reagiram a IGM e 120 a IGG. Até ao momento não se conhece o resultado das amostras colhidas e na altura enviadas com urgência para o laboratório regional de Benguela.

Relativamente à morosidade dos resultados dos testes da Covid-19 por Zaragatoa, apesar de João Campos Cacungula, porta-voz da comissão de controlo e combate à pandemia no Bié ter garantido que ainda esta semana a província receberá os resultados do laboratório de testagem da Covid-19 (RTPCR) de Benguela e ter afirmado que o laboratório já retomou as testagens após uma escassez de reagentes, o Jornal de Angola noticiou hoje que os técnicos continuam a trabalhar para a rápida superação da avaria que colocou pendente duas mil amostras recebidas de toda a região centro e sul do país.
Segundo informações da VOA, Angola está com um rácio de três testes por cada 10 mil habitantes e procura a fórmula para diagnósticos definitivos da Covid-19 fora de Luanda.
o Laboratório de Virologia Molecular de Benguela foi inaugurado em janeiro pela primeira-dama, Ana Dias Lourenço, implantado no quadro da campanha ‘’Nascer Livre para Brilhar’’.

Segundo o porta voz da comissão provincial de resposta à Covid-19 e Director do Gabinete Provincial da Saúde, João Campos Nascimento Cacungula, a província conta com sete casos positivos dos quais um está recuperado ao contrário da informação passada pela Actualização diária da Covid-19 em Angola, que dá conta da existência de apenas cinco casos na província e nenhum caso recuperado. Afirmou também que estão em quarentena a nível da província 241pesosoas sendo que 172 estão em quarentena domiciliar e 69 em quarentena institucional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *